motivações e compromisso

1-Demonstrar que ecologia e economia são irmãs gémeas, e que existe arquitectura e arte para qualquer tipo de orçamento disponível. Provar que o que gasta num projecto de arquitectura traduz-se numa enorme poupança a curto, médio e longo prazo.

A curto prazo: evitando os deslizes orçamentais provenientes da falta de projecto, que conduzem muitas vezes a sobredimensionamento do edifício, má organização do espaço, falta de optimização e má condução da construção da obra.

A médio prazo: a ausência de projecto provocará os arrependimentos clássicos, destacando-se os seguintes:

-problemas em climatizar a casa que obrigam a investir em sistemas de climatização demasiado potentes e que necessitam de estar muitas horas activos para se tornarem eficazes, resultando num incremento da factura energética

-patologias precoces derivadas da escolha de materiais ou de sistemas de construção desadequados

-aumento ou modificação da organização espacial devido à ausência de planificação…

A longo prazo:

acumulação de despesas derivadas da negligência das suas necessidades de manutenção e não previsão do seu envelhecimento. Como vai envelhecer o seu edifício?  Necessita de ser pintado de dois em dois anos, é revestido com um material que lhe confere uma expressão mais interessante à medida que envelhece, ou é constituido por peças que após envelhecerem são facilmente substituíveis?

-acumulação de despesas energéticas provenientes da não previsão de soluções bioclimáticas e tecnologicamente eficazes que confiram ao edificio uma crescente auto-sustentabilidade.

-acumulação de custos médicos por não ter tido em conta questões de organização de espaço mais saudáveis para o seu corpo e para a sua mente. Se considerarmos a rotina que vai ser levada numa casa podemos facilmente perceber a importância do seu bom planeamento para a qualidade da sua vida.

2-Contextualizar sempre cada novo projecto. Procurar respostas diferentes para perguntas diferentes, acumulando princípios e não receitas.

3-Materializar as aspirações arquitectónicas do cliente confrontando sempre o seu imaginário com o meu conhecimento técnico, encontrando o entendimento indispensavel à execução de um bom projecto de arquitectura para o cliente.

4-Encontrar o bom equilibrio entre a dimensão artística e a científica em cada projecto.

5-Encontrar soluções arquitectónicas que contribuam para a melhoria das condições de vida do Homem e do seu meio ambiente, assumindo um compromisso sério com a sustentabilidade, através do estudo de soluções arquitectónicas enquadradas no bioclimatismo, na reutilização de materiais, na reabilitação de edificios, na selecção de materiais menos poluentes, no desenho de sistemas de construção mais ecológicos.

Raul Sousa Cardoso arqtº

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s